Buscar
  • Dream Big

Quanto tempo preciso para ficar fluente em inglês?

Em pleno século XXI, saber falar inglês é uma habilidade quase que obrigatória. É necessário tanto no mercado de trabalho quanto em viagens internacionais, sendo inglês a língua universal. Por esta razão, é cada vez mais comum ver pessoas estudando a língua, pais apostando em cursos de inglês desde cedo para seus filhos, e jovens e adultos viajando para o exterior em busca de dominar a língua mais falada do mundo para se diferenciar de alguma forma. Porém, uma das questões mais recorrentes é: Quanto tempo preciso para ficar fluente na língua?


Essa é uma pergunta muito difícil de responder, pois, cada pessoa é um universo, podendo ter mais facilidade ou dificuldade durante o processo. Ainda assim, de acordo com os métodos de aprendizado, é possível ter uma noção de qual funciona melhor.


A opção mais procurada pelos brasileiros são os cursos de inglês. Estes buscam reproduzir o ambiente internacional dentro das salas de aula e oferecem preços relativamente acessíveis a curto prazo. É possível desenvolver a língua e até mesmo ficar fluente nestes cursos, porém, a reclamação geral é a demora que leva para isso acontecer, o que é totalmente compreensível, já que a quantidade de horas dedicada ao estudo semanal costuma ser muito baixo, além da falta de professores nativos e até mesmo a própria zona de conforto, fazendo com que o aluno não seja totalmente desafiado, já que caso venha a falar português, todos vão entender. Cursos como estes tendem a exigir 5 a 7 anos para se formar, sem a garantia de fluência total, porém, domínio do idioma.


Outra opção crescente para o aprendizado da língua são os intercâmbios, onde o aluno é desafiado a estudar o idioma em um país de língua nativa inglesa. Apesar de parecer muito assustador, principalmente para pessoas que não tem domínio da língua, essa é com certeza a melhor opção! As vantagens de aprender inglês em um país de língua nativa são inúmeros. As aulas acontecem em inglês com professores nativos e só funcionam dessa forma, nesse caso, não adianta ficar com vergonha ou forçar o português. Muitas pessoas se perguntam como é possível estudar inglês sem mesmo entender nada da língua, porém, subestimam o poder de velocidade de aprendizado do nosso cérebro. Se fizermos um cálculo breve, em um curso intensivo no Brasil, temos aulas médias semanais de 6 horas, o que dá 24h mensais. Por outro lado, supondo que viaje para os Estados Unidos, um curso com a menor quantidade de horas fica em torno de 15 horas semanais, além do dia a dia, que é imerso no idioma, o que faz com que em 2 dias viva e respire mais inglês do que em 1 mês estudando em escolas no Brasil. Sendo assim, logicamente o aprendizado é acelerado de forma massiva, entregando o processo de 1 ano em 1 mês.


Muitas pessoas reclamam dos preços dos intercâmbios, porém não percebem que passam anos pagando mensalidade e ainda assim não conseguem alcançar o objetivo. Não entendem também que um intercâmbio não é só a língua, mas a troca de culturas, a novidade dos cenários em cada cidade nova que passa, o desenvolvimento pessoal entregue pela experiência, dentre outros.

Antes de tomar a decisão de que caminho deseja tomar para aprender a língua, busque ponderar qual experiência irá entregar mais valor agregado, mas é claro, sendo obrigado a optar por um deles, o importante é se manter em contato com a língua mais falada do mundo.



Para mais informações sobre cursos de inglês no exterior, CLIQUE AQUI

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo