Buscar
  • Dream Big

Você vai gostar de saber isso

Muitas vezes um jovem aqui no Brasil que termina o último ano do colegial entre 16 a 18 anos é bem provável que ele não saiba ainda qual carreira gostaria de seguir.


É bem cruel uma pessoa ter que tomar uma decisão dessa magnitude com tão pouca idade.


Porém nos EUA, o estudante não precisa saber exatamente qual curso ele quer seguir para entrar na faculdade.


Parece loucura ne?




Mas Isso acontece porque nos dois primeiros anos de formação nos Estados Unidos, o aluno(a) tem a liberdade de escolher diversas disciplinas dos mais variados campos do conhecimento.


Ou seja, o estudante pode criar a sua grade curricular, experimentar e conhecer várias matérias distintas para que ele se conheça e descubra o que realmente faz mais sentido.


Essa liberdade promove uma maior assertividade nas escolhas, pois, após esses dois

anos o jovem já terá uma maior noção dele mesmo e do que ele gostaria de continuar estudando.


Ao obter um diploma americano você estará recebendo uma graduação, conhecida como Major:


Major é um dos nomes em inglês dados a uma graduação ou bacharelado.


Se você é formado em química, por exemplo, significa que você tem uma “Major in Chemistry”.


A sua área de Major, ou seja, sua área de graduação é aquela que você quer se especializar e pretende seguir como carreira profissional.


Já as Minors são aulas secundárias que podem estar relacionas ou não ao seu curso de graduação e servem como um complemento à sua formação principal.


Nesse caso, elas podem acabar servindo como uma base para aqueles estudantes que pretendem se especializar em algo após a conclusão do curso.


Por exemplo, um estudante de Jornalismo pode optar por uma Minor em Estudos Literários e assim já abrir um campo bem específico para a sua atuação jornalística no futuro.


Essa liberdade na graduação favorece que mais estudantes brasileiros queiram ingressar em Universidades americanas todos os anos.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo